Festa Infantis


06 Março 2014

Como as festas de antigamente
 
Minimalismo personalizado - O uso de uma decoração mais clean, mais minimalista já é tendência há algum tempo, e se faz cada vez mais presente. Os ornamentos estão mais concisos e personalizados. Podemos ver elementos em poucas unidades e menos repetições. Bexigas são usadas de forma mais pontual, como detalhes na decoração. Os pompons de seda também estão em voga nas comemorações. Também na mesma estética limpa, entra o uso de bastidores de bordado para ao fundo da mesa do bolo e painéis de tecido. 
 
Temas e conceitos mais pedidos - Sempre despontam temáticas pop que se espalham pela festa desde o bolo até a lembrancinha. Atualmente, as mães têm buscado fugir de temas comerciais, ou seja, dos personagens da moda. Entram em cena os temas originais como corujas, matrioskas, meios de transporte, selva, brincadeiras de meninos e fazendinha. Já para a diversão durante o evento, as oficinas de customização de doces e produção das lembrancinhas têm sido mais procuradas. Essas  tendências devem ganham mais adeptos entre os pais contemporâneos. 
A releitura lúdica e livre de personagens famosos e a fuga dos temas padrões não torna mais ‘unissex’ a decoração das festinhas. Os temas específicos para meninos e para meninas ainda são bastante distintos. Mesmo os pais antenados, que procuram por temas mais alternativos, vão em busca de universos bem definidos para filho ou filha.
 
Cake pops e cupcakes não deixam seus postos de destaque. Porém, começam a chegar no mercado brasileiro as tendências que fazem sucesso no exterior: bolos em embalagens diferenciadas, seja os bolos em potinhos (com tampa e colherzinha) ou tipo “push-pop”, recipientes plásticos similares a uma seringa, que empurra o recheio na hora de comer. Para ficar de olho e atualizar as bandejas!
A tendência que permanece em alta sempre é a pesquisa constante pelo que há de novo nos sites e blogs nacionais e internacionais, a busca pela diferenciação e o cuidado com a produção da festa.
 
Editado do texto original de  MARCELA STUMP
 





Precisando de um Orçamento

ENTRE EM CONTATO