Dicas para expor em Feiras


09 Abril 2014

A participação em feiras é uma excelente oportunidade para a realização de negócios. Preparar-se adequadamente para expor produtos ou serviços pode ser o primeiro passo para alcançar bons resultados. A dedicação ao estande, além de tornar mais agradável a recepção aos clientes, contribui para consolidar a marca no mercado. A seguir, estão algumas dicas para montar um estande ideal: como expor para valorizar o produto, cuidados para evitar a poluição visual, a importância do treinamento da equipe de atendimento e materiais de apoio necessários. 
 
Estande: Deve ter um clima agradável, bonito e receptível. O espaço deve permitir receber, demonstrar e vender bem. Se possível, criar um espaço reservado para negociações. Nunca deixar o estande vazio. 
 
Recepção: Receber o visitante com um sorriso e dar boas-vindas ao cliente. Oferecer água, café, biscoitos. Atendê-lo de imediato, prestar orientação segura e não formar uma barreira com os colegas na entrada do estande. Evitar termos como “às suas ordens” ou “posso ser útil”. Usar termos mais proativos como: “já conhece esse tipo de material?”, “gostaria de uma demonstração?”. Agradecer a visita ao seu estande. 
 
Móveis: Evitar os excessos. Eles devem ser funcionais e não podem atrapalhar o fluxo de entrada e saída do estande; deve-se mantê-los sempre organizados. 
Produtos: Definir quais serão expostos (escolha sempre o que tiver melhor design ou inovação) e agrupa-los por linhas e categorias. Os produtos devem atingir o público-alvo imediatamente, para isso, deve-se colocá-los em pedestais de diversos tamanhos ou projeta-los sobre a parede (nunca em superfícies planas). Todo equipamento ou máquina em exposição deve estar totalmente pronto e adequado para demonstração. 
 
Plantas: Não podem interferir no tráfego da feira e, se danificadas, afetam negativamente a imagem do estande. Manter cuidados diários, principalmente em ambientes fechados, de calor intenso ou com correntes de ar. Se optar pelos arranjos artificiais, verifique a qualidade. 
 
Tapetes: Devem ser limpos diariamente e colocados em áreas de menor tráfego. 
 
Iluminação: Deve ser plena e ressaltar os produtos expostos. A luz difusa achata as formas e deixa fosco o brilho dos metais. 
 
Logotipo/cartazes: É importante a colocação do nome e do logotipo da empresa no estande. Sua posição deve possibilitar uma ampla visualização e leitura a distância. Os cartazes devem ter conteúdo objetivo e legível, além de ressaltar lançamentos ou inovações. Dar preferência aos coloridos. 
 
Brindes: Devem ter relação direta com o negócio da empresa. Pode ser a amostra de um produto ou itens como bonés e canetas, que ajudam a reforçar o nome da empresa (devem conter o nome e telefone). Dar apenas às pessoas que demonstrem interesse; fazer uma previsão de demanda diária (nunca deixar faltar). 
 
Equipes: Definir e treinar a equipe responsável pelo atendimento e pela organização do estande. 
 
Material de apoio: Providenciar folhetos, catálogos, revistas, etc. Avaliar a demanda diária. 
 
Material de expediente: Providenciar blocos, canetas, grampeador, cola, fita adesiva, clipes, canetas tipo marca-texto, etc. 
 
Outras dicas:
• Ficar atento aos horários de montagem preestabelecidos pelos promotores da feira. 
• Verificar como será feita a limpeza diária do estande. 
• Fazer uma lista de clientes em potencial (para envio de material promocional ou agendamento de visita à empresa).
• Nunca encerrar as atividades antes do horário estabelecido pela organização da feira.
• Determinar a equipe que fará a desmontagem do estande. 
 
Fonte: Guia do expositor – como participar de feiras, exposições e eventos. Sebrae/RS, em parceria com o Sebrae Nacional.





Precisando de um Orçamento

ENTRE EM CONTATO